quinta-feira, 9 de agosto de 2007

PRIMOSTEN – SPLIT – DUBROVNIK

Saímos cedo de Primosten (11.00) tendo como destino Split para deixar a Sarinha que ia embarcar no Ferry para Ancona.


Pelo meio alguma peripécias, como a forma como funcionam os bloqueadores de carros, em que o carro não é bloqueado mas sim “roubado” e que Split é acima de tudo uma cidade portuária sem grandes motivos de interesse.



Já com a Sarinha encaminhada para o Ferry partimos para Dubrovnik sendo esta a parte da viagem que mais expectativas despertava em mim em termos de beleza Natural, a costa Adriática sempre me despertou muita expectativa...



Partimos então sempre ao longo da Costa, a viagem é uma experiência única, paisagens deslumbrantes, com muita montanha a nossa esquerda e sempre com o azul transparente do Adriático a nossa direita...


Pelo meio ainda entramos em território Bósnio, passamos na Localidade Bósnia de Nem.


Novamente em território Croata, chegados a Dubrovnik, uma palavra salta logo a vista, “desenvolvimento”, a costa está banhada de Veleiros, Iates, Cruzeiros notando-se nas próprias pessoas uma certa maior qualidade de vida...


Já instalados no parque de campismo Kupari,


que se situava a 6 Quilómetros do centro da cidade, tomamos um duche numas casas de banho miseráveis


e fomos ao centro da cidade, lindíssima, comer duas lasanhas e um Risoto.
Já no centro da cidade velha, ficamos maravilhados com a magnificência da cidade, a cidade é imponente, antiga, toda ela em pedra e pelo desgaste da erosão na pedra todas elas brilham dando um aspecto brilhante a cidade, Lindo!


A iluminação a noite é a quantidade certa. Nem mais, nem menos o que lhe dá também um tom especial... A cada esquina que dobramos fazemos um ar de espanto... Sem duvida a cidade que até hoje mais me impressionou, vale mesmo a pena, visitar a pérola do Adriático como é conhecida Dubrovnik. Após finalizarmos o nosso jantarinho fomos para a rua principal, a que baptizamos de “Passerele” por ser caracterizada por um ambiente muito, muito especial... Caracterizava-se por uma rua onde as pessoas dão uma voltinha após o jantar, mas que mais parecia uma feira de vaidades, literalmente as mulheres passeavam-se por lá como que esgrimindo argumentos para ver quem era a mais bonita e mais bem vestida...


É impressionante a quantidade de mulheres lindas que por ali passam, maioritariamente vindas dos países nórdicos e da ex. união soviética é um espectáculo que só visto...



Outra peripécia engraçada, talvez feliz coincidência com o momento da nossa estadia foi o tempo, em que durante o dia estava um calor abrasador com um sol resplandecente, ao final da tarde inicio de noite começavam a cair uma pingas e viam-se relâmpagos com um cadencia de quase um por segundo e por volta das 3 da manhã desatava a chover de uma forma diluviana.

5 comentários:

José disse...

Olá jovens, permitam que os felicite não só pela vossa viajem, mas também e principalmente por a partilharem connosco.
Estou a programar um circuito idêntico ao que fizeram: Milão-Grécia-Split(Albânia)-Ancona e Milão, alugando carro. Todavia estou apreensivo quanto à impossibilidade do carro passar algumas das fronteiras e da propria validae da carta de condução.
Poderiam dar-me alguns conselhos suplementares para jrocha2540@gmail.com?

Luis Miguens disse...

Olá José,

Gandas malucos, têm a certeza???? :o)

Não, estou a brincar a viagem é excelente :o)

Quanto a carta não há qualquer problema, as nossas cartas dão em todos os países, agora quanto ao seguro, tens de ver na carta verde os países que são abrangidos pelo seguro, nas costas da carta verde estão as iniciais dos países abrangidos.

Nós no nosso caso o seguro não cobria Montenegro, mas eles á entrada na fronteira têm logo um posto que faz seguros diários, fizemos o seguro e continuamos viagem sem problema. Sinceramente também foi o único país em que nos pediram para verificar o seguro, aquilo tem ar de esquema, ou seja elas já sabem que a maioria dos turistas não tem seguro de circulação, porque o país é recente, mas o seguro também é barato, cerca de 15 euros.


Depois na Albânia, também é preciso pagar uma taxa de circulação, já não me recordo bem mas penso que foi 10 euros por cada pessoa. Não sei se vão pela Albânia, mas se forem tenham alguns cuidados, não é que tenhamos tido algum problema mas é um país com uma cultura diferente. Convém ser discreto. :o)

Quantos aos outros países é tranquilo, sem problemas.

Anónimo disse...

ola. tudo ebm?

tou a pensar em ir com uns amigos para Dubovnik.E gostaria de vos perguntar como é a praia e a Noite la?? a nivel de bares discotecas e gente bonita que frequente esses espaço.

:)

ABRAÇO e boas viagens

Anónimo disse...

Gostaria que me respondesses com urgencia... para saber se devo ir óu nao.

Obbrigado

Luis Miguens disse...

Sim, Dubrovnick é uma cidade fascinante e lindissima. As pessoas são das mais bonitas que vi e as praias tambem. Quanto a noite ( bares e discotecas ) não te sei dizer bem, porque não fomos a nenhuma. Mas é sem duvida uma cidade unica.

Um abraço.